-->

2ª Vara do Sistema dos Juizados

Especiais de Lauro de Freitas

Selo de Ouro 2018

Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio: sua vida importa

QUARTA-FEIRA, 16 DE SETEMBRO DE 2020 ÀS 08:28
Compartilhar:

Segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), apenas no Brasil, são registrados cerca de 12 mil suicídios por ano. Com objetivo de conscientizar à população sobre o suicídio, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou em 2003, que 10 de setembro seria o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, um grave problema de saúde pública que merece atenção e ações de prevenção.

O suicídio é um fenômeno complexo, que pode afetar indivíduos de diferentes classes sociais, idades, orientações sexuais e identidades de gênero. É resultado de uma complexa interação de fatores psicológicos e biológicos, inclusive genéticos, culturais e socioambientais.

Os transtornos mentais, como depressão, bipolaridade, transtornos de personalidade, esquizofrenia e dependência de álcool ou outras drogas psicoativas, são importantes fatores de risco para o suicídio. Essas e outras doenças mentais devem ser levadas a sério e merecem o devido tratamento médico, com o uso de remédios receitados por um profissional especializado e psicoterapia.

É importante estar atento a sinais de alerta. Frases como “quero sumir”, “vou desaparecer, “não aguento mais viver”, “vou deixar vocês em paz”, devem ser levadas a sério. Pessoas com pensamento suicidas tendem também a se isolar, ficando em casa ou trancadas no quarto, sem contato com outras pessoas.

Oferecer suporte emocional é um importante apoio para pessoas diagnosticadas com algum transtorno mental ou que pensa em cometer suicídio. Ao conversar com alguém nessas condições, o diálogo deve ser acolhedor, respeitoso, empático e compreensivo, sem nenhum julgamento ou preconceito. Caso perceba que alguém vai cometer suicídio, não a deixe sozinha e nem perto de objetos que ofereçam perigo, como facas, produtos químicos e medicamentos.

Se achar que não há motivos para viver, sem esperança, com falta de autoestima e com um sentimento de culpa na maior parte do tempo, peça apoio. Converse com alguém de confiança se estiver confortável, sobre o que está sentindo. Não há nada de errado ou vergonhoso em pedir ajuda.

O Centro de Valorização da Vida (CVV) realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail e chat 24 horas, todos os dias. Acesse o site e saiba como entrar em contato. Você pode também ir até um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), hospitais, serviços de saúde ou algum centro de saúde mental.

Estar mal psicologicamente não é sinal de fraqueza ou frescura. Sua vida importa!

Campanha – Cuidar da saúde mental é tão importante quanto cuidar da saúde física. E para ressaltar a importância disso, o Poder Judiciário da Bahia (PJBA) promove a campanha #ExisteSOLUÇÃO, com objetivo de desmistificar alguns temas relacionados à saúde mental para magistrados, servidores e o público em geral.

Fique ligado nos canais de comunicação do PJBA, o conteúdo é diversificado e, sem dúvida, de grande relevância para toda a sociedade.

 

Texto: Ascom PJBA